BLOG

Como superar seus medos e se tornar um empreendedor

 

Se você sempre sonhou em ter o próprio negócio e quer materializar esse projeto já em 2014 é preciso botar o pé no acelerador.

Além de demandar muita pesquisa e o amadurecimento da ideia, o processo para abrir uma empresa costuma ser bastante burocrático e pode levar de seis meses a até um ano.

Se o que vem faltando é coragem, que tal uma lição de um dos maiores empreendedores de todos os tempo? Aos 12 anos, Steve Jobs ligou para o cofundador da HP pedindo peças pra fazer um trabalho escolar. Mais do que um frequencímetro, ele construiu uma relação de amizade com Bill Hewllet e seu sócio, Dave Packard, ambos da HP.

Criar relacionamento com pessoas de sucesso, ouvir histórias de méritos e fracassos, encontrar entre elas um mentor, um sócio ou até um cliente. É assim, se encontrando com pessoas certas, que nascem ideias e parcerias que podem fazer toda a diferença no futuro do seu negócio.

[ler mais]

Dicas pra reduzir o sal

Todos nós sabemos que consumir qualquer alimento em excesso é prejudicial à saúde. Mas e quando nem percebemos que estamos exagerando? Acontece! É o caso do sal, atualmente um dos grandes vilões da nossa alimentação.

O sódio aparece na alimentação de diversas formas. O sal natural, originado do próprio alimento, representa 12% do consumo diário. Já aquela pitadinha que adicionamos à preparação da comida representa 5%. Outros 6% estão relacionados ao sal que colocamos à mesa, já durante as refeições. Pior ainda são os alimentos industrializados, que representam 75% do valor diário.

A recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é consumir no máximo 6 gramas de sal (1 colher de chá) ou 2,4 gramas de sódio. Mas o brasileiro chega a ingerir, por dia, de 10 a 15 gramas.

Doenças cardiovasculares, elevação da pressão arterial e retenção de líquido são apenas alguns dos males que o excesso desse alimento traz à nossa saúde.

Por isso, devemos tomar alguns cuidados!

O primeiro passo é buscar uma reeducação alimentar. O hábito faz com que, sem sequer provar, as pessoas coloquem sal na comida, mesmo que a mesma já esteja com um gosto agradável.

Malefícios do sal, como reduzir o consumo de sal

[ler mais]

Saiba analisar os riscos antes de abrir uma franquia

Abrir o próprio negócio é o sonho de muita gente. Só que poucos sabem lidar com os riscos, por isso, acabam optando por uma franquia. Mera ilusão achar que esse tipo de investimento está isento de riscos também.

Bem verdade que elas trazem mais segurança ao investidor, afinal, é uma aposta baseada num trabalho que já deu certo, o do franqueador, que, do contrário, não estaria expandindo sua marca.

Porém, todo franqueado deve estar consciente de que, acima de tudo, é um empresário, e que todo negócio, todo investimento, pode dar certo – ou não!

Alguns cuidados básicos podem minimizar os riscos. O primeiro deles é analisar seu perfil empreendedor. Será que você se adaptaria bem àquele ramo? Você tem afinidade e sabedoria pra lidar com o produto/serviço que vai vender? Está sujeito a trabalhar em rede e a seguir regras e padrões impostos pelo franqueador? Tudo isso precisa ser inicialmente considerado!

Outro ponto fundamental é a leitura atenta do contrato e da circular de oferta da franquia. O mais aconselhado é ter por perto um advogado pra interpretar cláusulas que podem fazer toda a diferença em casos extremos, como o rompimento do negócio; em questões do dia a dia; ou mesmo na hora de buscar uma extensão da parceria.

[ler mais]

Bafo de onça, nem pensar

Uma situação pra lá de constrangedora é bater um papo – ou simplesmente deparar-se com alguém que tem aquele bafo de onça. E o problema é mais comum que muita gente imagina!

Segundo a Associação Brasileira de Halitose (ABHA), 30% da população sofre desse mal, mas muitos nem sequer percebem, já que o sistema do corpo que identifica odores se adapta rapidamente ao (mal) cheiro.

Pra saber se você é um dos afetados, há um teste super simples e rápido: passe a língua no punho e aguarde 30 segundos. Se o local cheirar mal, cuidado, isso é um forte indício de que você também sofre de halitose.

Existem mais de 60 causas, mas em 90% dos casos essa disfunção está associada à higiene bucal mal feita.

Alguns cuidados básicos podem ajudar.

Utilizar o fio dental e escovar os dentes – sem se esquecer de higienizar o dorso da língua – após as refeições é fundamental. Comer de três em três horas, evitando o jejum prolongado também é importante, assim como a ingestão de bastante líquido – cerca de 2 litros por dia.

Mas existem algumas dicas que muita gente desconhece. Certos alimentos são importantes no combate à halitose e outros são considerados grandes vilões.

O QG selecionou alguns pra você!

1)   AMIGOS DA ONÇA

Não é mito: alho e cebola te deixam com mau hálito! É que, durante a digestão, eles liberam gases à base de enxofre. Esses gases caem na corrente sanguínea e saem durante a respiração, quando expiramos o ar. Brócolis, repolho e comidas gordurosas têm o mesmo efeito. E é bom fugir também do álcool e do cigarro, dois grandes amigos do bafo de onça.

2)   AMIGOS DO QG

Quem segue as dicas do QG não passa vergonha. Nossa equipe pesquisou e encontrou alguns macetes super embasados. Um estudo feito no Japão comprovou que a ingestão diária de um pote de iogurte ou leite fermentado acaba com a halitose. Os responsáveis por isso são os lactobacilos vivos, que exterminam as bactérias vilãs. Outro santo remédio é o chá. Quando fervida, a bebida libera substâncias que impedem as bactérias causadoras do cheirinho ruim de se fixarem na boca. Mastigar cenoura crua funciona quase que como uma faxina dos dentes, já que os pedaços da verdura eliminam os restos de alimento que ficam na boca. Agora, pra um momento estratégico, a dica é mascar chiclete sabor canela – ele elimina o mau hálito por cerca de meia-hora.

Amigo que é, o QG lembra que, além de seguir todas essas recomendações, é preciso estar em dia com seu dentista, fazer regularmente uma limpeza específica pra manter a higiene bucal e fugir do bafo de onça!

 

Fontes QG:
http://www.mauhalito.com.br/
http://www.fimdomauhalito.com/
http://mdemulher.abril.com.br/saude/reportagem/vida-saudavel/dicas-eliminar-mau-halito-699559.shtml
http://mdemulher.abril.com.br/saude/reportagem/prevencao-trata/mau-halito-acabe-ele-499526.shtml
http://saude.terra.com.br/saude-bucal/atualidades/confira-5-dicas-praticas-para-evitar-o-mau-halito,8e77d5e284848310VgnVCM5000009ccceb0aRCRD.html
http://saude.terra.com.br/saude-bucal/atualidades/30-da-populacao-tem-mau-halito-veja-como-elimina-lo,19df3042284bf310VgnVCM20000099cceb0aRCRD.html
http://saude.terra.com.br/saude-bucal/atualidades/quem-tem-mau-halito-nao-percebe-diz-especialista,1810c6ba75ece310VgnVCM3000009acceb0aRCRD.html

Viver Mais – Benefícios da castanha

Ter no quintal de casa um alimento gostoso e extremamente benéfico à saúde. Esse é um privilégio imenso dos brasileiros, que têm no Norte do país a castanha, fruta típica da região, mas que já conquistou todo o território nacional e internacional – não por acaso é um dos principais produtos de exportação da Amazônia!

O motivo não é um só, são vários! No geral, as oleaginosas – como noz, avelã, castanha do Brasil e de caju, macadâmia, pistache, amêndoa, etc. – são ótimas para o nosso organismo.

In natura, torrada, na forma de farinha, com doces ou sorvetes… a forma de consumo varia de acordo com o gosto de cada um. Importante mesmo é manter esse alimento no cardápio diário.

Estudos realizados em 2010 pela Archives of Internal Medicine indicam que uma unidade por dia seja suficiente pra reduzir consideravelmente o colesterol ruim (LDL). Ricos em arginina e ácido alfalinolênico, esses alimentos ajudam a relaxar os vasos sanguíneos, protegendo o coração e preservando o corpo de problemas físicos em decorrência do stress.

Segundo a American Association for Cancer Research Frontiers, o pistache é rico em um tipo de vitamina E capaz de afastar os riscos de câncer de pulmão.

[ler mais]

Exagerar é sinônimo de azia

Sabe quando o coração parece que vai sair pela boca? Não, não estamos falando da sensação gostosa de quem está apaixonado. É daquela queimação que sai do estômago e vai até a garganta, também conhecida como azia!

Sim, muitas vezes nosso estado emocional tem ligação direta com esse distúrbio, já que aumenta a produção de suco gástrico – líquido que dissolve as células dos alimentos no estômago -, mas que, em excesso, sobe para o esôfago, causando a azia ou, em casos mais intensos, o refluxo.

Mas estar a beira de um ataque de nervos não é a única causa da azia. Muitas vezes ela está ligada aos nossos (maus) hábitos!

Os principais são:
– Comer rapidamente
– Não mastigar direito
– Engolir grande quantidade de alimento de uma só vez
– Consumir, em exagero, alimentos gordurosos, ácidos e apimentados
– Deitar logo após a refeição
– Obesidade

O mais indicado é consultar médicos especialistas, mas algumas dicas podem ajudar a evitar certos equívocos do nosso dia a dia e, consequentemente, diminuir a sensação de queimação no estômago.

O JeitinhoQG listou algumas delas:

1)   BOM, BONITO E GOSTOSO
Para garantir a boa forma não é preciso parar de comer, basta bom senso na escolha da refeição, do horário e da quantidade. O ideal é optar por alimentos variados e fracionar as refeições, comendo de três em três horas. O mais indicado é se alimentar seis vezes ao dia. Pular refeição aumenta a chance de engordar, já que, quando consumimos muitas calorias de uma só vez, nosso corpo estoca os excessos em forma de gordura.

2)   DEVAGAR E SEMPRE
Mastigar de 20 a 30 vezes o alimento ou até que ele fique sem grandes pedaços sólidos. Sim, isso demanda paciência, principalmente quando estamos com pouco tempo e muita fome. Mas o ideal é separar pelo menos 20 minutos pra cada refeição. Que tal descansar o talher no prato, observar o ambiente ao seu redor, jogar uma conversa fora? Outra dica é comer em pratos pequenos. Se nada disso ajudar, já inventaram um garfo eletrônico que, graças a um sensor, aumenta a sensação de mordidas por minuto. Dá só uma olhada: http://www.kickstarter.com/projects/1273668931/hapifork-the-smart-fork-that-tracks-your-eating-ha-0

3)   TIM-TIM
Não é preciso deixar o brinde pra depois. Podemos comer e beber ao mesmo tempo, desde que em quantidade moderada. Um copo de 200 a 250ml não vai atrapalhar a absorção dos nutrientes. Se for muito difícil consumir “só” isso, tente dar goles menores. Assim, você pode beber até 30% menos do que com goladas livres. À noite, principalmente antes de dormir, essa dica pode ajudar bastante. Mas o melhor é evitar os líquidos antes de ir pra cama.

[ler mais]

QG até na veia – Resultados da Campanha

Campanha promovida pelo QG Jeitinho Caseiro cativa famosos e arrecada 85 bolsas de sangue.

 

Foi apenas a primeira das duas ações “QG até na veia” que serão promovidas este ano, mas a comemoração foi dobrada e teve gostinho caseiro.

Vários funcionários da própria rede tiraram a última quarta-feira, dia 03 de julho, pra encher o Hospital Araújo Jorge de vida, esperança e felicidade!

Mas não foram só eles que entraram no espírito de solidariedade. Cerca de 100 pessoas arregaraçaram as mangas pra doar sangue.

Um deles foi o repórter e apresentador da TV Anhanguera, Handerson Pancieri. Todos os dias, ele acorda às 04h30 da manhã pra estar a postos no Bom Dia Goiás. Só para quando as notícias deixam. Mesmo com uma rotina apertada, de quem tem de estar 24 horas ligado em tudo o que está acontecendo, ele não abriu mão de ajudar: “Gastei poucos minutos pra devolver vida e alegria a muitas famílias. Quantos pais, filhos, esposas, amigos a gente não salva com uma atitude simples como esta? É uma sensação extremamente gratificante!”, comemora o jornalista.

Todos que colaboraram com a ação foram agraciados com um lanche especial: 800 mini-pastéis de queijo e carne foram distribuídos pela Rede QG Jeitinho Caseiro.

[ler mais]

QG inaugura nova loja e conquista mais um cantinho de Goiânia

Você conhece o Plaza D’oro? Foi lá que nós, juntamente aos franqueados Wesley, Izabelly, Rafael e Joicy comemoramos a inauguração da 15ª loja do QG Jeitinho Caseiro na capital goiana, e 25ª em todo o país. A nova unidade integra o mix de lojas do shopping localizado na região sudeste e traz a expectativa de cerca de 10 mil clientes por mês, gerando ao todo 20 empregos diretos.

A festa de inauguração não poderia ter acontecido em um momento melhor. Aproveitamos a companhia das 200 pessoas que passaram pela loja para oferecer uma degustação de produtos e poder, assim, comemorar o bom ano que a Rede QG vem vivendo. O momento simboliza nosso Selo de Excelência em Franchising 2013, premiação concedida pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) com o objetivo de reconhecer a qualidade e excelência das empresas franqueadoras.

[ler mais]

Novas dicas QG

A época que vivemos é representada por uma grande correria no dia a dia das pessoas. Foi-se o tempo em que as relações intrapessoais aconteciam diariamente em uma simples cozinha de apartamento. Ninguém tem mais tempo para cozinhar, lavar, arrumar a casa e se atentar a uma alimentação regrada e saudável. O hábito de comer fora em restaurantes rápidos se torna parte da rotina das pessoas, e apesar das inúmeras vantagens práticas, às vezes esse costume pesa muito, na balança e no bolso de quem vive essa realidade.

Em nome da preocupação com esse comportamento da sociedade contemporânea, o QG Jeitinho Caseiro lançou uma campanha sazonal onde disponibiliza algumas de suas 60 opções do mix de produtos em um cardápio balanceado e por um preço acessível. De três em três meses, são quatro pratos diferentes pra quem precisa da agilidade que um fast-food oferece, mas não abre mão de uma comidinha caseira feita na hora com um carinho todo especial.

Até o final do mês de Julho, são essas as opções que você encontra em qualquer uma das 25 lojas da nossa Rede QG:

[ler mais]